DG

blogger com Doses na medida certa sobre gestão, finanças e empreendedorismo para administradores e gestores

DG

SAIBA A DIFERENÇA DE GASTOS COM BENS DE CONSUMO E GASTOS COM INVESTIMENTOS

Quando falamos em gastos vem a nossa mente algo ruim, principalmente para quem faz orçamento mensal e lista as Entradas e Saídas de dinheiro, nem todos os gastos podem ser considerados ruins; tem aqueles que podem gerar benefícios futuro e nesse caso chamamos de investimento.

Muitos ainda têm duvidas sobre o que são gastos com bens de consumos e gastos realizados em investimentos, é relevante saber diferenciar para na hora de precisar realizar cortes; focar principalmente nos chamados bens de consumo e priorizar os investimentos.

SAIBA DIFERENCIAR

Muitas pessoas acreditam que comprar um veículo ou imóvel pode ser considerado investimento; é interessante pensar neste ponto de vista de alguns, vamos lá esclarecer o que é cada coisa.

Aprenda a diferenciar Gastos com Bens de consumo e Gastos com investimentos

Gastos em bens de consumo são gastos realizados para satisfazer uma necessidade pessoal ou da família; podemos pegar como  exemplo a compra de um celular ou um veículo, isto mesmo; a aquisição de um carro  para uso pessoal ou da família não é investimento.

Um veículo quando sai da concessionária já tem seu valor de mercado reduzido; em poucos anos o valor pago na aquisição cai quase pela metade, assim como roupas, calçados e eletrônicos; o uso durante o tempo faz com que o bem deprecie e reduza seu valor.

A compra de um imóvel que com o tempo sofre depreciação e seu valor de venda cai a menos que seja feito gastos em reparos e manutenção seja feito ser considerado como gasto em bens de consumo.

Por outro lado; gastos com investimentos são aqueles que trazem aumento do capital investido ou alguma beneficio futuro, a exemplo da compra do carro citado antes, se o veículo for utilizado para transporte de passageiros em um aplicativo de mobilidade urbana como o Uber, neste caso pode ser considerado um investimento.

Perceberam que o cenário mudou, caso o veiculo seja utilizado em uma atividade que gere receita, consegue pagar suas parcelas e ainda aumenta o capital investido.

É o caso também da compra do celular também citado antes. Se o aparelho vai ser utilizado apenas para uso pessoal e acesso a redes sociais não pode ser considerado investimento; caso seja utilizado para atividades que possam gerar receita a compra foi um investimento.

NÃO DISTORÇA A REALIDADE

Conseguiu compreender? Bens de consumo são para uso pessoal ou da família e não traz aumento do capital, por outro lado investimento pode trazer benefícios no futuro e a possibilidade de aumento do capital investido. Então não distorça a realidade.

Isso mesmo, sempre que seu impulso de consumo vier à tona, e faz com você queira ficar endividado para comprar aquele Iphone de ultima geração com a desculpa de que com ele vai melhorar sua imagem ou vai se transformar em um “digital influencer”, cuidado! Você pode estar apenas procurando uma desculpa para satisfazer um desejo com um bem de consumo.

Se fosse assim todos os gastos em bens de consumo poderiam ser considerados investimentos, aquela roupa cara que você comprou para usar apenas uma vez deixou no guarda roupa, fez você ficar feliz e melhorou sua imagem, trouxe algum beneficio.

Você pode até pensar desta forma, mas não vai ajudar em nada a administrar seu dinheiro. Então procure entender dentro dos gastos que você faz  em bens de consumo que podem ser cortados ou reduzidos para aumentar seus gastos em investimentos.

APRENDA A FAZER AS CONTAS

Mesmo quando pensar em fazer gastos em investimentos, procure saber se o retorno vai ser equivalente ou compensatório ao valor investido, caso não seja é melhor procurar outras opões de investimento para o seu dinheiro.

Ainda mais quando vai ficar endividado e os juros pagos são muito altos, neste caso ainda é mais necessário fazer projeções de qual vai ser o retorno do capital investido, quando possível o melhor é comprar à vista.

O QUE FAZER?

  • Salve este artigo – pode precisar consultá-lo a qualquer momento
  • Clique no sino na página inicial para ser avisado quando novos artigos forem postados, é rápido, fácil e grátis.
  • Encaminhe este artigo – seja legal, compartilhe esse conhecimento com que você se importa.
  • Comente – Me conte como esse artigo gerou para valor para você e para o seu negócio.
  • Volte a nossa página inicial e veja outros artigos relacionados a Empreendedorismo, Gestão e Finanças.
  • Sigas nossas redes sociais.
    facebook.com/dosesdegestao
    Instagram @dosesdegestao

Já que chegou até aqui baixe aqui o Guia Prático para Empreendedores Iniciantes, basta clicar na imagem.

GUIA PRATICO PAR CRIAR SEU NEGÓCIO
guia prático para empreendedores iniciantes
Curta nossos artigos e compartilhes com seus amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com