DG

blogger com Doses na medida certa sobre gestão, finanças e empreendedorismo para administradores e gestores

DG

Aprenda a investir na Bolsa De Valores

Você sabia que menos de 1% dos brasileiros investem na bolsa de valores? Isso é muito pouco se compararmos com os americanos que segundo o FED Banco Central dos Estados Unidos aproximadamente 52% das famílias fazem investimento no Mercado de capitais.

Acredito que esse número inexpressivo em terras brasileiras deve ser cultural e está relacionado ao medo de investir em um mercado desconhecido.

Por este motivo quem guarda dinheiro faz na maioria das vezes na poupança, fica contente com um rendimento muito aquém do que de fato poderia obter, mas sente segurança em deixar seu dinheiro neste tipo de aplicação.

Como falei em um artigo anterior aqui mesmo neste blog, existe uma diferença básica entre poupadores e investidores, podem conferir este artigo apenas clicando aqui.

Após entender as diferenças entre quem poupa e quem investe é interessante avaliar os tipos de investimento existentes.

TIPOS DE INVESTIMENTOS

Por hora vamos esquecer a poupança e falar de investimento com possibilidade de rendimentos maiores. Os investimentos são divididos com relação a Renda e ao Prazo.

Alguns investimentos tem promessa de rendimento que pode ser prefixada ou pôs fixada, o investidor no momento da sua aplicação já tem uma previsão de quanto seu capital vai render, esses são os títulos de Renda Fixa.

E o prazo pode ser determinado ou indeterminado. Prazo determinado é quando no momento da contratação já tem sua data de resgate fixada. É muito comum encontrarmos no mercado Títulos de Renda Fixa com prazo determinado, a exemplo do Títulos do Tesouro Nacional e suas modalidades, o usuário com base no valor aplicado já tem um previsão de rendimento e a data de resgate agendada.

Já outros investimentos não tem promessa de rendimento, o retorno do investimento está relacionado a fatores como volume da oferta e demanda no momento que o investidor decidir se desfazer da aplicação, esses são os títulos de Renda Variável, e já proveito para explicar o prazo indeterminado.

Os papeis com prazo indeterminado são aqueles que os investidores após sua aquisição podem ficar algumas horas ou por anos, não tem uma data de vencimento para resgate, é o usuário quem decide o melhor momento para obter de volta seu capital.

A exemplo temos as Ações das companhias abertas que são Títulos de Renda Variável com prazo indeterminado, neste caso o investidor não tem promessa de rendimento e não tem prazo determinado para ficar com o titulo.

A decisão de qual melhor investimento está relacionada ao perfil do investidor que vou tratar abaixo, se é mais conservador tende a optar por opções de renda fixa e prazo determinado, se é mais agressivo está disposto a correr riscos, procura opções com maior possibilidade de rendimento.

No próximo artigo vou falar sobre os tipos de títulos que podem ser negociados na Bolsa de Valores, fique ligado.

COMO INVESTIR NA BOLSA DE VALORES

A Bolsa de Valores oferece uma diversidade de opções para que os investidores tenham rendimento maior que o praticado pela poupança, por este motivo é tão relevante considerar esta opção ao fazer uma aplicação.

A Bolsa de Valores nada mais é o local onde se juntam vendedores e compradores para transacionar seus papeis, para facilitar o entendimento, imagine uma feira livre com varias barracas vendendo tomates, cada vendedor oferece seu produto a um preço e os compradores vão até lá e decidem de quem vão adquirir.

Mas talvez se pergunte o que é Bolsa de valores? Com uma definição simples a Bolsa de Valores é o mercado onde os investidores podem negociar ações de empresas de capital aberto e outros valores mobiliários de forma organizada.

Lembre que a bolsa é um mercado onde vendedores anunciam seus papeis e os compradores analisam cada papel e podem tomar suas decisão de compra.

Para começar a investir na Bolsa é simples, primeiro você precisa ter uma conta em uma corretora de valores mobiliários, faz algum tempo que uso a Rico.com e estou satisfeito tanto com o plataforma que utilizam quanto com o retorno dos meus investimentos, mas existe outras corretoras, aconselho a escolher uma de sua preferência e abrir sua conta.

Você pode pensar que precisa de muito dinheiro para investir, pelo contrário pode começar com um capital pequeno de apenas R$ 50,00 ou menos. Depois que fizer seu cadastro na corretora e realizar o primeiro deposito já estará apto a iniciar seus investimentos.

Segue aqui uma lista com algumas corretoras que você pode utilizar.
Rico
Toro Investimentos
Easynvest
XP Investimentos
Órama
Mycap

Essas são apenas algumas dentre tantas outras disponíveis no mercado, ao decidir qual delas vai iniciar seus investimentos, fique atento a pontos como valor do deposito inicial, algumas exigem um valor alto, já outras o valor é o usuário quem decide, pode começar com R$ 30,00 apenas.

Algumas corretoras cobram mensalidade para disponibilizar acesso a plataforma de negociação, já outras ganham apenas por transação efetuada pelo investidor.

O processo é simples, após a escolha da corretora, acesse o site ou baixa o aplicativo, faça seu cadastro, lembre-se de ter em mãos um documento com foto como CNH pois para que consiga finalizar e abrir sua conta vai ser exigido que envie imagem deste.

Após a validação da sua documentação, você receberá um número de conta corrente, com dados de Agencia e Conta, similar as dados bancários que você já deve possuir de um banco comercial.

Depois você vai fazer uma TED da sua conta pessoal que já possui para esta nova conta que acabou de abrir na corretora, assim que o valor da transferência estiver disponível na conta da corretora será liberado pra você a possibilidade de iniciar seus investimentos.

As opções de investimentos são muitas, você pode investir em Ações, debentures, aplicar em fundos de investimento multimercado, comprar títulos do tesouro nacional, cada modalidade tem seus ricos e prazo.

PERFIL DE INVESTIDOR

O primeiro passo a considerar na escolha do tipo de aplicação é qual o seu perfil de investidor, se é do tipo que está disposto a correr risco elevado sobre o capital investido e quer retorno rápido, já outros não conseguem superar perdas.

Tem o perfil de investidor que quer retorno rápido, já outros estão dispostos a esperar um prazo maior para receber os ganhos do seu capital. Ao todo são 05 o tipos de investidor, são eles: Conservador, moderado, dinâmico, arrojado e Agressivo.

Para saber seu perfil de investidor pode baixar o QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE PERFIL DE INVESTIDOR.

É bem fácil, apos baixar o formulário e responder as perguntas, basta somar sua pontuação e ver em qual perfil se encaixa.

O QUE EU FAÇO AGORA?

Salve este artigo – pode precisar consultá-lo a qualquer momento
– Clique no sino na página inicial para ser avisado quando novos artigos forem postados, é rápido, fácil e grátis.
– Encaminhe este artigo – seja legal, compartilhe esse conhecimento com que você se importa.
– Comente – Me conte como esse artigo gerou para valor para você e para o seu negócio.
– Volte a nossa página inicial e veja outros artigos relacionados a Empreendedorismo, Gestão e Finanças.
– Sigas nossas redes sociais.
facebook.com/dosesdegestao
Instagram @dosesdegestao


facebook.com/dosesdegestao
Instagram @dosesdegestao

Não se esqueça de voltar ao blog, no próximo artigo vou falar sobre os títulos que você pode negociar na bolsa de valores como as Ações.

Aproveite e baixe o Guia Prático para Empreendedores Iniciantes, clique AQUI. Eu não sei até quando esse conteúdo de extrema qualidade vai ficar disponível aqui na página.

Capa do guia Prático para criar seu negócio.

Curta nossos artigos e compartilhes com seus amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com